FILMES NACIONAIS QUE PROMETEM BOMBAR NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017

7 de fev de 2017
filmes nacionais 2017

O cinema nacional há anos vem apresentando ótimas obras e diminuindo o preconceito que muitas pessoas ainda têm com as produções do Brasil. Uma prova disso é o calendário de filmes brasileiros esperados para esse ano, que chama a atenção com longas que abordam variadas temáticas e inclusive se espalham por múltiplos gêneros – mas, sim, ainda há espaço para as típicas comédias brasucas.

Abaixo você confere uma lista com 10 filmes nacionais para ficar de olho nos seis primeiros meses de 2017.


Fonte: Ccine 10

1 - TOC: Transtornada, Obsessiva, Compulsiva (Teo Poppovic, Paulinho Caruso) - Estreia em fevereiro

Para abrir a lista, uma típica comédia brasileira, mas que conta com um algo a mais - para mostrar que o nosso cinema tem evoluído, sim! Estrelado por Tatá Werneck no papel da atriz Kika K, o longa aborda com bom humor e uma pitada de crítica a realidade das celebridades atuais.

Kika é uma atriz em plena ascensão na carreira: está em novelas, protagoniza campanhas publicitárias e tem seu livro - escrito por um autor fantasma - publicado nas livrarias. No entanto, a personagem se sente incomodada com a sua exposição exagerada, tem saudades do seu namorado galã pouco presente (interpretado por Bruno Gagliasso) e ainda precisa lidar com suas manias causadas pelo Transtorno Obsessivo Compulsivo - daí o trocadilho que dá nome ao filme.

Unindo diálogos bem escritos, atuações de destaque (especialmente de Tatá) e equilíbrio entre comédia e crítica social pouco visto nesse gênero nas obras brasileiras, TOC vale a pena!

Fonte: G1

2 - A Cidade Onde Envelheço (Marília Rocha) - Estreia em fevereiro

Esse é um drama que consegue abordar com certa leveza, mas sem deixar de instigar a crítica, a sensação de pertencer ou não a algum lugar. Na história, Teresa (Elizabete Francisca Santos) é uma portuguesa que decide se mudar para o Brasil e vai morar com Francisca (Francisca Manuel), uma amiga também portuguesa que já vive em Belo Horizonte.

Com personalidades muito distintas - uma quieta e reservada, a outra alegre e expansiva -, a dupla se estranha no início, mas logo forma uma forte amizade. E é com base nessa relação que o longa encanta. Falando sobre situações brasileiras, algumas manias do nosso povo e, principalmente, sobre a sensação de viver em um lugar diferente do que se costumava chamar de lar, o filme propõe uma reflexão sobre suas temáticas de forma descompromissada e alegre.

Fonte: Globo Filmes

3 - Redemoinho (José Luiz Villamarim) - Estreia em fevereiro

Outro drama, mas de um tom mais pesado, sério e, principalmente, com bom um belo apelo visual. O longa se destaca pelos enquadramentos artísticos, pouco convencionais, frutos de uma ótima parceria entre direção e fotografia.

Já a trama conta a história de dois amigos de infância que há muitos anos não se viam e que, em uma véspera de Natal, se reencontram para colocar o papo em dia. Desse encontro, ressurgem dramas do passado e conflitos do presente. Com um ritmo lento e atmosfera mais densa, esse filme é uma ótima escolha para quem quer explorar o lado mais sério do cinema nacional. 

Fonte: Jornalistas Livres

4 - Era o Hotel Cambridge (Eliane Caffé) - Estreia em março

Misturando ficção e realidade, com atores profissionais e moradores do local, esse filme tem uma temática muito atual. No longa, acompanhamos cerca de duas semanas na vida de refugiados e sem-teto que vivem no  Hotel Cambridge, em São Paulo, que foi abandonado e depois ocupado por moradores de rua.

Nessa mescla de real com ficção, o filme retrata o dia a dia e as dificuldades dessas pessoas que, ao mesmo tempo em que têm muito em comum - a falta de um lar e o geral desprezo do restante da sociedade -, precisam lidar com suas diferenças culturais. Ao humanizar e contextualizar a situação desse grupo, o longa emociona e faz refletir.

Fonte: Portal RP Movies

5 - Olhar Instigado (Chico Gomes e Felipe Lion) - Estreia em março

Outra amostra da diversidade da sétima arte brasileira, esse é um documentário filmado nas ruas de São Paulo. O objetivo é mostrar o trabalho de três artistas que transformam os muros da capital paulista em verdadeiras telas vivas retratando a realidade da cidade.

Em um momento em que o debate sobre pichação e grafite toma conta de SP, o documentário apresenta essa forma de arte pelo viés de seus produtores, mostrando um outro lado além dessa forma de se expressar.

Fonte: Adoro Cinema

6 - O Crime da Gávea (André Warwar) - Estreia em março

Quem adora uma trama envolvente e cheio de suspense tem um prato cheio com esse thriller policial. Misturando drama e ação, o longa conta a história do assassinato da esposa de Paulo, que ao chegar em casa encontra a mulher morta e a filha do casal, de três anos, ao lado do corpo sem nenhum machucado.

A partir daí a trama se desenrola com a polícia investigando o caso ao mesmo tempo em que Paulo tenta desvendar o mistério e encontrar o culpado pelo crime. Assim, o filme conta com boas doses de suspense e mistério, deixando o espectador preso aos acontecimentos.

Fonte: Viajar Verde

7 - Todas as Manhãs do Mundo (Lawrence Wahba e Tatiana Lohmann) - Estreia em março

Esse é outro documentário, mas voltado para a natureza. Como o nome sugere, a obra aborda o amanhecer em diversas partes do mundo e os acontecimentos e características que marcam essa parte do dia: a batalha pela sobrevivência de animais exóticos e a renovação da esperança trazida por cada nascer do Sol, por exemplo.

Entre os locais retratados no documentário estão o Pantanal, mares tropicais, florestas no Canadá, savanas africanas, entre outros.

Fonte: Uai

8 - O Filme da Minha Vida (Selton Mello) - Estreia em abril

O longa traz a história do jovem professor Tony (Johnny Massaro), que decide voltar para a sua cidade natal na Serra Gaúcha e, ao chegar, descobre que seu pai, Nicolas (Vincent Cassel), voltou para a França.

Então, o jovem se torna professor na cidade ao mesmo tempo em que procura pelo pai, lida com conflitos juvenis e busca realizar seus sonhos.

Com uma direção muito cuidadosa e diálogos envolventes que entregam muita dramaticidade. É a obra que deve afirmar Mello como um dos diretores importantes do atual cinema brasileiro.

Fonte: Estadão

9 - Polícia Federal – A Lei É Para Todos (Marcelo Antunez) - Estreia em maio

Filme que tem gerado polêmica antes mesmo do seu lançamento, esse longa é baseado em fatos reais. Mais precisamente, na Operação Lava Jato. Com Marcelo Serrado no papel do juiz Sérgio Moro, são abordados desde os primórdios da investigação que apura casos de corrupção no Brasil até a condução coercitiva do ex-presidente Lula.

Fonte: Premiere Line

10 - O Grande Circo Místico (Cacá Diegues) - estreia em maio

Ao invés de trazer a história de pessoas, esse longa tem como personagem principal um circo e seus 100 anos de histórias. Contando os acontecimentos de cinco gerações de uma família austríaca que ficou à frente do fictício Circo Knieps, o filme traz casos divertidos e tocantes, como, por exemplo, o improvável romance entre um aristocrata e uma acrobata.

Com essa lista, você já tem ótimas opções para curtir o cinema nacional no primeiro semestre de 2017. Esse post foi escrito pelo pessoal do Museu do Festival de Cinema de Gramado, o QSM tá ficando chique né? Aliás, muito obrigada pelo post maravilhoso pessoal, vocês arrasaram! Qual deles vocês estão mais ansiosos para assistir? Eu to muito louca pra assistir TOC e O Crime de Gávea. Beijão e até a próxima!

11 comentários:

  1. Gente! Quanta coisa boa! Eu que adoro produções nacionais fico muito feliz com tanta variedade. Fiquei super curiosa com A cidade que envelheço, Redemoinho e Olhar Instigado (eu já vi aquela pintura, é num dos muros do CEU Navegantes, no bairro Cantinho do Céu). E O Filme da Minha Vida não me prendeu tanto pela sinopse, mas pelo Selton Mello: um dos meus muitos crushs platônicos televisivos, haha.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Ray, só atualizando: sabe aquele curta Cargo que eu postei no blog? O vídeo tá certinho sim, viu? Outro leitor conseguiu ver e foi o link do vídeo original. Qualquer coisa, se der erro novamente dá um F5 que vai. O MUNDO PRECISA VER ESSE CURTA!

      Excluir
    2. Olhar Instigado parece ser muuuuuito bom! Gente...quem não ama o Selton Mello???? Um ator maravilhoso desses??? hahahha Miga eu finalmente consegui ver o curta, achei super massa e já repassei pros coleguinhas! Valeu por apresentar ele pra nós :) Beijão

      Excluir
  2. Desses, os únicos que eu sabia eram TOC e Redemoinho, ambos eu estou curiosa e ansiosa para assistir.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devem ser bons demais, né? TOC super me prendeu já na sinopse haha Beijão

      Excluir
  3. Ansiosíssima para conferir o Polícia Federal – A Lei É Para Todos (Marcelo Antunez)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de não curtir muito filmes com policiais e tal confesso que ele realmente me chamou atenção! Beijão

      Excluir
  4. Quero muito assistir TOC <3

    Estou apostando muito nos lançamentos esse ano..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também! Sempre achei que o cinema brasileiro tinha muito potencial e essa lista só me fez ter mais certeza disso <3 Beijão

      Excluir
  5. Sou amante do cinema brasileiro! Gosto muito de ver filmes que quase ninguéM viu! Quero muito ver o filme que o Selton Mello é o diretor! Certeza que vai ser muito bacana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Também acho que vai ser ótimo!

      Excluir

Muito obrigada por visitar o QSM! Nos conte o que achou, sua opinião é muito importante ❤